Infraestrutura de TI: qual a sua importância nas empresas

2/05/2023
Image without alt

A infraestrutura de TI desempenha um papel estratégico na transformação digital. Todos esses recursos permitem às organizações utilizar novas aplicações e desenvolver suas atividades profissionais, ampliado a necessidade de desempenho e segurança para garantir uma operação eficiente.

 

A infraestrutura de TI desempenha um papel estratégico na transformação digital permitindo às organizações utilizar novas aplicações e recursos. Nesse contexto, o bom desempenho das operações e atividades cotidianas dependem de soluções eficientes. 

Dos dispositivos adequados à demanda aos sistemas de segurança para a proteção dos dados, a infraestrutura de TI deve ser pensada de forma completa. Seu projeto pode incluir um fornecedor terceiro, uma estrutura própria ou uma opção híbrida, cada vez mais adotada pelas empresas na atualidade. 

Neste post trouxemos uma reflexão sobre a infraestrutura de TI e seu funcionamento dentro de uma empresa. Continue lendo e veja como planejar o parque tecnológico, além das vantagens de investir em uma infraestrutura capaz de garantir bons resultados para o seu negócio!

O que é a infraestrutura de uma empresa?

Por definição, a infraestrutura de TI engloba o sistema de hardware, software, recursos e componentes do serviço que suportam as entregas do negócio e permitem a execução dos processos de TI. 

É um conceito que vai muito além dos elementos físicos como, por exemplo, computadores, cabos e gabinetes. A infraestrutura de TI inclui também os elementos virtuais que permitem o funcionamento de todos os processos tecnológicos do negócio. 

Podemos considerar parte da infraestrutura: 

  •     Hardwares;
  •     Softwares e aplicativos;
  •     Sistemas operacionais;
  •     Gestão e armazenamento de dados;
  •     Plataformas de comunicação e redes;
  •     Serviços integrados;
  •     Plataformas de internet. 

Assim, ao planejar a infraestrutura de TI da sua empresa, é preciso se atentar às demandas do negócio em relação a todos os requisitos necessários para o bom funcionamento e otimização dos processos. 

Embora a documentação, os processos e os recursos humanos não sejam considerados parte da infraestrutura, esses três pilares são fundamentais para que a operação tenha máxima eficiência.

Qual a importância da infraestrutura de TI em uma empresa?

Vivemos em um mundo conectado, onde a dependência da tecnologia é percebida em várias camadas e dimensões, pessoal e profissionalmente. Se tratando de negócios, essa dependência é ainda mais abrangente e inquestionável. 

Por menor ou mais local que seja o seu negócio, o mínimo de infraestrutura de TI se torna imprescindível. Seja para entrar em contato com clientes e fornecedores ou simplesmente aceitar pagamentos com cartão, a tecnologia se faz necessária. 

Quanto maior a empresa, mais ampliada é a demanda por tecnologia, requerendo um planejamento robusto e bem alinhado. Algumas demandas comuns a empresas de diferentes portes e setores da economia mostram o quanto uma infraestrutura de TI é imprescindível: 

  • Gerenciamento de dispositivos, softwares de gestão;
  • Automação de processos;
  • Gerenciamento de dados;
  • Integração de filiais em diferentes partes do mundo. 

Por isso, o investimento em TI é crucial para qualquer organização que pretende se manter no mercado e alcançar os melhores resultados de negócio. As empresas que se propõem a inovar a partir da TI conseguem elevar o potencial de excelência em suas entregas. 

 

Com isso, independentemente do tamanho ou setor de atuação do seu negócio, traçar um projeto estratégico de investimento em infraestrutura de TI é essencial para caminhar um passo à frente da concorrência. 

Uma das principais tendências de TI é o outsourcing, que possibilita que a empresa foque no core business para solução das demandas do cliente. Enquanto isso, o provedor de soluções de TI garante o funcionamento e a manutenção dos recursos tecnológicos. 

No entanto, ainda que a sua empresa conte com outsourcing de TI, sua equipe interna também é fundamental para o sucesso de seus projetos. Afinal, a gestão da infraestrutura de TI dentro de uma organização inclui políticas e estratégias de tecnologia, equipamentos, dados, recursos humanos, para além das parcerias terceirizadas. 

Em tempos de profundas mudanças tecnológicas, contar com boas parcerias internas e externas facilita toda a jornada de busca pelos objetivos. Com uma infraestrutura de TI bem projetada e segura, o fluxo de trabalho terá uma evolução em toda a cadeia produtiva.

Como elaborar um projeto de infraestrutura de TI?

A melhor forma de se chegar a uma infraestrutura de TI adequada para o seu negócio é começar com um projeto bem-feito. Estudar as necessidades e, a partir daí, selecionar os recursos e soluções necessárias.

Preparamos algumas dicas para você elaborar um bom projeto de infraestrutura de TI e encontrar parceiros que agreguem mais valor aos seus processos!

Estude sua demanda

O primeiro passo para encontrar as melhores soluções para sua empresa é conhecer quais são os problemas e como impactam o negócio. Parece óbvio, mas é comum que lideranças solicitem investimentos em serviços de TI além – ou aquém – de suas necessidades e esse recurso acaba desperdiçado. 

Por isso, é importante analisar a situação de toda a empresa e definir as necessidades de cada setor, para que o projeto esteja adequado a todos. O sucesso de um negócio está também atrelado à gestão orçamentária e à previsão de gastos dentro da esfera do custo-benefício.

Faça escolhas sábias

Ao selecionar determinada solução de TI, é preciso levar em consideração os usuários daquela tecnologia, o retorno consequente de sua adoção, a manutenção e atualização necessárias para conservar seu bom funcionamento. 

Além disso, é importante considerar a escalabilidade tecnológica, ou seja, se a solução almejada pode continuar a ser usada ou ser facilmente adaptada no caso de expansão e desenvolvimento do negócio. 

É importante pensar na defasagem tecnológica e no risco de obsolescência do parque tecnológico a fim de evitar perdas e retrabalho. Quanto mais mapeado for o planejamento, mais inteligentes serão as escolhas para implementação de uma infraestrutura de TI funcional.  

Documente todos os processos

Da escolha da infraestrutura de TI até as decisões para corrigir falhas, passando pela implementação e mudanças. É altamente recomendável que todos os processos sejam detalhados e documentados primando por um histórico rastreável e de fonte de consulta confiável. 

Apesar de ser negligenciada muitas vezes, a documentação é importante para embasar a análise e tomada de decisões. Vale também para garantir que o conhecimento sobre clientes e processos em geral não se perca no dia a dia ou após a saída de alguém da equipe.

Elabore uma RFP para buscar o melhor provedor

Muito além de uma solicitação de orçamento, uma RFP (Request for Proposal, ou Pedido de Proposta) é um documento completo com as informações básicas sobre o seu negócio, requisitos para a parceria, escopo de trabalho, volumetria de processos e resultados desejados. 

Esse documento é fundamental para uma escolha acertada do fornecedor de serviços de TI para o seu negócio. Ele converge requisitos e competências para um mesmo ponto de interesse, facilitando seu processo de avaliação das propostas de serviço e a escolha do melhor parceiro.

 

Qual é o papel da infraestrutura de TI na transformação digital?

Se pensarmos na infraestrutura de TI de uma forma segmentada, devemos ramificar o conceito em diversas áreas para contemplar tudo que a empresa precisa para garantir uma eficiência digital compatível com sua proposta de dominar o mercado. 

Grosso modo, as organizações que investem na TI para diferenciar seu negócio, devem focar em áreas que impactam todo o fluxo de processos corporativos e que desaguam na prestação de serviços ao cliente. 

Ao montar uma infraestrutura de TI que seja capaz de acompanhar a evolução digital e manter o negócio estável, considere um cenário tecnológico que englobe os seguintes aspectos: 

  • Administração de banco de dados;
  • Qualidade de Software;
  • Administração de Redes;
  • Cloud Computing;
  • Segurança da Informação;
  • Capacidade de suporte técnico;
  • Programação. 

Para cada um desses segmentos, a adequação de componentes e soluções requer um tipo de investimento. O detalhamento traz ainda particularidades, uma vez que nem todas as áreas ou equipes exigem atuar dentro de cada segmento para apresentar resultados. 

É fundamental que o planejamento envolva a equipe de TI, o responsável pelo orçamento e a gestão com poder de decisão para viabilizar uma infraestrutura coerente e alinhada com a ambição digital da empresa.

Que papel a TI desempenha no desenvolvimento do negócio?

A tecnologia é, na atualidade, um dos principais meios para o alcance de objetivos de um negócio. A evolução e permanência no mercado estão intimamente ligados ao potencial de transformação digital que uma empresa apresenta em sua trajetória. 

Toda essa caminhada é ditada pelo comportamento do consumidor, seus hábitos e preferências, sobretudo, tecnológicos. A área de TI tem uma participação crucial, ao ajudar a identificar as melhores soluções para cada área da empresa. 

Pensar em uma infraestrutura tecnológica adequada é a primeira iniciativa na construção e desenvolvimento de uma estratégia de transformação digital. A TI, como conhecedora da estrutura tecnológica corporativa, é a mais indicada para fazer um diagnóstico e definir a ambição digital de um negócio. 

A partir do entendimento do que as equipes e setores precisam para garantir boas entregas, será mais fácil desenhar a infraestrutura. O mapeamento permite identificar, por exemplo, a quantidade de máquinas, entre computadores e notebooks, bem como as soluções e sistemas necessários. 

Quando a equipe de tecnologia da informação é envolvida, colabora com uma análise técnica sobre os impactos da transformação digital, embasando as decisões. Com propriedade quanto ao uso de tecnologia e soluções, a TI consegue traçar uma visão mais realista sobre o caminho a ser percorrido.

Quais são as vantagens de investir em uma boa infraestrutura de TI?

A modernização dos equipamentos e soluções, assim como a criação de um novo mindset digital faz surgir uma perspectiva mais favorável e completa, do ponto de vista da eficiência tecnológica. 

Uma infraestrutura de TI adequada pode proporcionar diversos benefícios de curto, médio e longo prazo. Vejamos algumas vantagens!

Aumento da produtividade

Ao reconhecer e adotar as melhores soluções em TI para o seu negócio, as perdas de tempo e capital para solucionar falhas reduzem. Fica mais fácil focar no que realmente importa, ou seja, oferecer o melhor serviço/ produto para o seu cliente.

Sem contar que o planejamento envolve a otimização de recursos conforme à necessidade das áreas e dos talentos. A distribuição inteligente, seja de equipamentos ou soluções, de acordo com a função e complexidade das tarefas, pode ser fator motivacional e consequente engajamento.

Pensar em computadores para a equipe interna e em notebooks para que atua externo o home office já é uma projeção de aumento da produtividade. Ter boas condições de trabalho fortalece o vínculo e o compromisso com as entregas.

Maior segurança na tomada de decisão

Sem dados ou possibilidade de rastreamento a gestão pode ficar refém de um trabalho raso e acabar tomando decisões infundadas. Com equipamentos modernos e soluções baseadas em aplicações como data driven, será mais fácil acompanhar as atividades e ter segurança nas informações apuradas. 

A partir desse viés, a equipe também se sentirá mais segura na condução dos processos e fornecimento de respostas quando questionada. Ter uma base confiável de consulta é benéfico tanto no ambiente institucional, quanto nas relações de trabalho como um todo.

Redução de custos

O investimento em TI significa adotar as soluções que oferecem o melhor custo-benefício para o seu negócio, sem desperdício de recursos, mas com foco na manutenção do fluxo de informação sem perdas. 

Isso resulta em menos gastos com retrabalho, manutenção de máquinas, reparação de danos e recuperação de dados. Aqui vale aplicar uma análise do TCO (Total Cost of Ownership) como estratégia de gestão de custos em TI. 

A decisão de comprar ou alugar equipamentos (outsourcing de TI, por exemplo, deve envolver uma avaliação criteriosa sobre o que vale mais a pena. Para isso, considere o ciclo de vida útil dos equipamentos, comparando as vantagens e desvantagens da Opex e Capex, respectivamente, locação de equipamentos de TI e compra de ativos.   

Destacar o outsourcing de TI como uma alternativa para o investimento em infraestrutura de TI. Explicar qual empresa procurar para iniciar o planejamento e criação de uma infraestrutura de TI para a sua empresa, evidenciando a Microcity como uma solução.

Melhoria na qualidade do serviço prestado 

Quando os processos de uma empresa fluem sem obstáculos e atrasos, consequentemente os resultados apresentados serão melhores. Sem risco de indisponibilidade na infraestrutura de TI e interrupções no tráfego de informações, é possível entregar melhor desempenho e valor agregado ao serviço prestado. 

Mais do que produtos e serviços de qualidade, o atendimento ágil, com soluções imediatas é o diferencial competitivo que toda empresa precisa. Diante de tantas ofertas é fundamental ir além e surpreender os clientes com uma experiência única e memorável. 

Por fim, é bom lembrar que não basta ter um bom projeto de infraestrutura de TI em mãos, se não for para revisá-lo e atualizá-lo periodicamente. Novas tecnologias surgem a todo momento e estar a par das tendências é importante para manter competitividade e produtividade, além de não perder recursos e oportunidades. 

Se você já conhece as demandas de infraestrutura de TI do seu negócio e está em dúvida entre investir na compra ou aluguel de equipamentos fale com um dos nossos consultores e solicite uma análise personalizada sobre a melhor alternativa de acordo com seus objetivos!

Ver todas as notícias